DEFENDER A HABITAÇÃO É DEFENDER A SAÚDE!

A habitação é uma necessidade humana básica e um direito humano universal. Mas, apesar da sua universalidade, a habitação continua a ser vista por muitas pessoas como uma responsabilidade individual. Em Portugal, a habitação é um direito constitucional consagrado no artigo 65º e a Lei de Bases da Habitação, aprovada em setembro de 2019, considera que o Estado é o garante deste direito. Mas não é isto que verificamos. Ler mais...

BOTÃO STOP DESPEJOS
BOTÃO RÁDIO GABRIELA
BOTÃO EAC
BOTÃO QUEM SOMOS
HOOVER QUEM SOMOS
BOTÃO COMO LUTAR
HOOVER COMO LUTAR
BOTÃO INFORMA-TE
HOOVER INFORMA-TE
BOTÃO PERGUNTAS FREQUENTES
HOOVER PERGUNTAS FREQUENTES
BOTÃO TORNA-TE MEMBRO
HOOVER TORNA-TE MEMBRO

Dezembro 7, 2021

Conversa: Que Leis para a Habitação?

A Habita! convida a participar da discussão “Que leis para a habitação?” que terá lugar no próximo dia 11 de Dezembro, às 17h00, na Voz do Operário.
Novembro 16, 2021

Convite Encontro Habitação é Saúde

A Associação Habita e o projecto Hopes convidam a participar do Encontro “Habitação é Saúde" que terá lugar no próximo dia 27 de Novembro, pelas 10h30, no ISCTE - Edifício 2, Auditório B203.
Novembro 14, 2021

Queremos soluções dignas de habitação!

11 de Novembro, a Associação Habita entregou ao governo um documento em que propomos 3 medidas para enfrentar a crise de habitação que se avoluma [com vídeo].
Novembro 3, 2021

Defender a Habitação é defender a Saúde

O direito à saúde é entendido comumente como um direito que o Estado assegura a todos: no limite, ninguém fica sem tratamento se não o puder pagar e todos nos revoltaríamos se isso acontecesse. Já o direito à Habitação parece não ter a mesma força e não tem tido a mesma representação social.
Outubro 29, 2021

Alto Comissariado para os Direitos Humanos da ONU pede ao Estado Português a suspensão de um despejo

Esta decisão favorável é uma vitória a celebrar, sendo a primeira vez que a sociedade civil recorre ao PIDESC e com sucesso num caso de despejo.
Outubro 4, 2021

Não há rendas acessíveis sem regulação das rendas

Uma coisa é certa: a liberalização total das rendas e despejos só veio mostrar que, ao contrário do que diziam os fundamentalistas do mercado, a oferta de arrendamento não aumentou nem os preços baixaram. É então necessário que alguém tenha a coragem política para falar da regulação do mercado, no sentido da regulação das rendas. Esse transformou-se num verdadeiro tabu neste país. Mas não devia.